quinta-feira, 19 de junho de 2008

GREVE DOS PROFESSORES



Greve é direito constitucional. É talvez o recurso mais extremo a fim de conseguir que se abram caminhos para a negociação. Infelismente foi o último recurso, visto que por mais de 5 vezes as enidades ligadas a educação tentaram abrir negociações com a secretaria da educação sem sucesso. Os professores do Estado de São Paulo deflagraram nova greve que segundo a entidade da classe(Apeoesp) já chega até 60% das escolas do Estado.

Com certeza muitos irão se manifestar contra a greve , principalmente porque estão desinformados sobre como tem sido dar aulas. No papel , tudo é muito lindo e maravilhoso e fácil de aplicar. Mas a realidade da sala de aula , tem massacrado os professores, que convivem no dia a dia com falta de condições de trabalho, além de grande violência, inclusive física.

Benefícios de anos de carreira estão sendo retirados via decreto. Salas superlotadas, promoção automática, falta de infra-estrutura básica nas escolas são alguns dos problemas enfrentados pelos professores.

Queremos de fato que a escola dê um salto de qualidade, mas é preciso valorizar a profissão, resgatar a imagem do profissional dá educação. Sem isso, qualquer política educacional não terá resultados satisfatórios.
Postar um comentário