sábado, 5 de julho de 2008

ESPIRITUALIDADE


MORRER e voltar da MORTE
Extraordinários relatos de pessoas que tiveram morte clínica ou estiveram perto de morrer e recuperaram-se intrigam médicos e cientistas. São o produto de fenômenos químicos do cérebro ou prova da sobrevivência do espírito?
Por Eduardo Araia

O paciente de 44 anos que deu entrada no hospital naquela noite apresentava parada cardíaca e extremidades arroxeadas. Ao ser entubado, a parte superior de sua dentadura saiu do lugar e um médico colocou-a sobre o carrinho de atendimento. A equipe insistiu por um bom tempo na ressuscitação cardiopulmonar e, 90 minutos depois, ele foi levado para a UTI, ainda em coma, entubado e com ventilação artificial.

Uma semana depois, o médico reencontrou o paciente. Este, ao vê-lo, apontou para uma funcionária e exclamou: "Aquela enfermeira sabe onde está minha dentadura!" E disse ao perplexo médico: "Sim, você estava lá quando a ambulância me trouxe para o hospital. Você tirou minha dentadura da boca e a pôs em cima do carrinho."

Entre 4% e 18% dos ressuscitados após paradas cardíacas têm uma experiência de quase-morte

O médico perguntou ao paciente o que ele lembrava da ocasião e se surpreendeu com o que ouviu. O homem se viu na maca, de uma perspectiva de cima, e assistiu ao esforço de médicos e enfermeiras para recuperá-lo. Descreveu em detalhes a sala em que fora atendido e o aspecto das pessoas presentes. Disse que buscou, sem êxito, mostrar à equipe que ainda vivia e que as manobras de ressuscitação deveriam continuar. O paciente ficou tão impressionado com o ocorrido que confessou não temer mais a morte. Quatro semanas depois, já recuperado, recebeu alta.

Leia mais em Revista Planeta Junho de 2.008

Postar um comentário