segunda-feira, 10 de novembro de 2008

FLORESCER.....


A juventude é uma idade fascinante. Belos corpos, belos olhares, energia constante, muitos sonhos e planos. Tudo flui, tudo se encaixa com perfeição.

A vida parece que está numa constante primavera, um desabrochar infinito de possibilidades.

Mas o tempo passa , e tudo aos poucos vai se desvanecendo. Por mais que tentemos segurar em nossas mãos esse momento mágico , ele nos escapa por entre os dedos.

E assim vamos caminhando pouco a pouco para outros momentos, não tão vibrantes não tão mágicos, mas também importantes dentre os estágios evolutivos como seres humanos.

A idade madura carrega consigo muitas conquistas. Já não somos tão ousados , tão vibrantes, pois a experiência de vida nos fornece dados e ensinamentos que nos levam a sermos mais prudentes. Também começamos a formar vínculos com outras situações. Trabalho, projetos, filhos, esposa....

Grandes mudanças ocorrem em nossos corpos e em nossas mentes e precisamos de muita flexibilidade para administrar esses novos momentos.

E a vida flui, e nesse fluir muitos acontecimentos marcam nossa psique, nosso espírito. Alguns de forma positiva, outros produzem cicatrizes profundas e amargas.

Muitas vezes diante desses reveses, nos deixamos abater, bloqueamos nossas energias criativas e a vida deixa de fluir de forma vibrante em nosso espírito. Parece que nos tornamos como um deserto, uma terra seca.... Já não florescemos mais....


Há um ensinamento na Bíblia que diz assim: Como a palmeira florescerá o justo e na velhice dará ainda frutos.

Penso que justo somos todos nós que em meio a tantas situações limites, tantos desacertos, ainda assim insistimos em continuar, em não entregar os pontos. Talvez até por muitos anos e tempos permaneçamos como que adormecidos, imersos numa apatia existencial produto de um mundo tão complexo.

Mas temos a promessa que ainda na velhice, nos momentos não tão vibrantes não tão mágicos, ainda assim floresceremos e daremos frutos. Como seres humanos somos cheios de vida , e essa vida jamais acaba. As vezes está ali dentro de nosso coração represada por sentimentos de rejeição , de medo, mas sempre pronta para ressurgir, trazendo frutos e flores.
Postar um comentário