sábado, 15 de maio de 2010

REUNIÃO DE PAIS


Ontem fui na reunião de pais de meu filhode 11 anos, Victor. Pensei que ia saber suas notas e seu aproveitamento, mas tudo que escutei foi um conjunto de lamúrias sobre a situação da educação, problemas de indisciplina, baixo salário dos professores, entre outras lamentações.

É triste ver que a educação pública se encontra perdida em meio a um conjunto de normas e preceitos que buscam a excelência, mas esbarram numa falta de estrutura física e humana.

Na escola em que leciono não é diferente. O aparato intelectual para elevar a educação é extenso, com pesquisas de profissionais renomados e qualificados, mas a nossa realidade não incorpora esses saberes por estar muito aquem deles, Nossas crianças estão superativas, não para desenvolver contéudo que se encontra nas apostilas e livros didáticos, mas para brincar, brigar,se envolver em futricas, ignorar o que está sendo dado em sala de aula. E não importa muito o número de crianças por sala. A indisciplina e a bagunça e o desinteresse são os mesmos apresentados por uma classe com 25 ou 40 alunos.

É preciso olhar o processo como um todo. Enquanto só se colocar o problema sob a ótica de que o professor não tem qualificação suficiente, que o seu salário é baixo , ou outras desculpas, não sairemos do lugar.
Postar um comentário