terça-feira, 25 de janeiro de 2011

AINDA QUE TUDO DIGA NÃO.....


Começei a frequentar a Igreja ainda adolescente. Não era um adolescente como a gente vê hoje em dia.

Era quieto , tímido, e com pouquissíma experiência de vida. Era infeliz, inquieto, sentia que em minha existência havia um vazio muito grande.

Apesar disso, só me entreguei aos braços do Pai depois que uma enchente levou tudo o que tinha. Minhas roupas, minhas coleções de gibis, meus documentos, meus sonhos de menino....

Pra mim foi uma grande tragédia.

Mas no final dessa tragédia, havia um novo caminho. Conhecer Jesus mudou minha vida, meu humor, minha maneira de ser. Me sentia feliz, com novos amigos, com novos sonhos.

Talvez um dos meus maiores sonhos era ser um pastor, um missionário. Não porque eu simplesmente quisesse, mas sempre soube que tinha um chamado. É algo que não se consegue explicar, é um sentimento interno de convicção.

Começei até a fazer um curso teológico por correspondência em 1.985 para ter acesso ao ministério.

Mas o diabo estava ali ao derredor e eu jovem não compreendia ainda a capacidade que o inimigo tem em destruir sonhos.

Sempre tive uma facilidade muito grande com as idéias. Gostava muito de ler, ler todo tipo de livro bíblicos e não bíblicos, por amor ao conhecimento.

E esse amor ao conhecimento me levou a um confrontamento com minhas lideranças, motivada muito mais pela minha inexperiência ( eu ainda era um menino) e também pela falta de experiência da liderança da Igreja em lidar com pessoas diferentes.

Em resumo: Sofri uma grande decepção, perdi o desejo do ministério, um grande trauma tomou conta da minha vida e me seguiu durante décadas. Decidi que não ia mais ser pastor ou missionário, dediquei-me então a aprender a tocar violão.

Hoje passados 25 anos percebo o quanto o diabo conseguiu seu intento. Me sinto estéril , como se algo faltasse dentro de mim, como algo gritasse internamente, aprisionado, querendo sair mas impedido por algo que nem mesmo eu entendo.

Sinto o desejo missionário dentro de mim, mas por estar tanto tempo fora do meio evangélico, a frente no ministério ,sinto minhas chances se diluirem. Afinal é preciso relacionamentos para se alçar um ministério; E eu não os tenho.

Mas guardo comigo as palavras do Senhor a Abrão um homem envelhecido e que tinha um sonho de ter um filho , mesmo sabendo que sua mulher era estéril. O sonho... contra a realidade."Serás pai de uma multidão...."

Ambos Sarai e Abrão com quase cem anos.... Isto é crer , mesmo quando tudo diz que não....


Eu creio que apesar de todo tempo que passou, de todos os percalços que aconteceram em minha vida, a promessa do Senhor é que meu sonho ainda vai acontecer.... E eu creio, mesmo contra todas as evidências.....
Postar um comentário