quinta-feira, 4 de agosto de 2011

CHIP DO PRAZER


008-12-26

Investigadores ingleses da Universidade de Oxford estão a desenvolver um chip electrónico que estimula a libido no interior do cérebro.

De acordo com o jornal britânico “The Daily Mail”, a tecnologia, criada a partir de choques leves no cérebro, foi inicialmente desenvolvida para o tratamento da doença de Parkinson nos EUA.

Para o desenvolvimento do “sex-chip”, as pesquisas focaram o córtex orbitofrontal, localizado atrás dos globos oculares, que é associado aos sentimentos de prazer causados pela comida e pelo sexo.

A investigação, desenvolvida pelo professor Morten Kringelbach, descobriu que o córtex orbitofrontal pode ser submetido a uma nova forma de estimulação para ajudar as pessoas com um distúrbio denominado anedonia, isto é, incapacidade de sentir prazer em diversas actividades.

"Há evidências de que o chip funcionará. Há poucos anos atrás, cientistas implantaram um componente eletrónico externo, ligado ao cérebro de uma mulher com pouco interesse sexual, e ela tornou-se sexualmente activa. Como ela não gostou da mudança brusca, o chip foi removido do seu couro cabeludo", disse o professor Tipu Aziz, que também participa do estudo.

Aziz explica que o procedimento actual requer o implante do chip dentro do cérebro, sendo que o mesmo levará cerca de dez anos no seu desenvolvimento.

Fonte - Jornal das Notícias.

Postar um comentário