quarta-feira, 14 de setembro de 2011

SABER ESCUTAR!!!


Um dia, numa aula, a professora ensinou às crianças que o vento é simples massa de ar.

As crianças acreditaram. Se a professora o disse… mas houve uma que não compreendeu. E pôs-se a pensar.

De volta para a aldeia, onde ninguém tinha estudado, resolveu perguntar.

O Zé moleiro respondeu:
– o vento é pó de trigo. São velas a rodar. O Vento é um amigo.
O Luís pescador gritou, sem se conter:
– o vento faz as ondas e fez o meu pai morrer! O vento é assassino. O vento faz doer.
Nem sempre – lembrou a criança – levanta os papagaios e fá-los ser estrelas num céu azul.
E gemeu a velhinha num canto do portal:
– o vento é a dor nos ossos…

É roupa no estendal sequinha num instante, afirmou a sua mãe correndo entre a casa e o quintal.

Mas logo replicou um velho jardineiro:
– o vento, meus amigos, destruí-me as roseiras e fez cair as flores da minha trepadeira. O vento é muito mau!

Um poeta sorriu:
O vento é beleza, as searas são o mar, o vento as faz mover, no campo a ondular.

No final do dia a criança sentou-se à mesa a estudar a lição.

Disse ela: Já sei o que é o vento!
– É dor, é medo, é beleza e canção. É morte no mar. E por trás de tudo isto o vento é uma massa de ar… e conclui lá para si que a professora contudo o que ensinou não soube explicar, porque nunca escutou.
Postar um comentário