segunda-feira, 30 de abril de 2012

A BELEZA QUE DESTRÓI!!!




Logo de manhã, ao iniciarmos nosso círculo de oração, minha esposa nos trouxe uma bela reflexão. Dizia ela, que no início de nossa construção, tínhamos uma pequena horta no fundo do quintal, onde plantávamos entre outras coisas, mandioca, e couve.
E depois de algum tempo, as couves foram sendo visitadas por lindas borboletas de vários tamanhos e cores. " Eram maravilhosas , eu ficava admirada e feliz por elas estarem em minha plantação"
Mas aos poucos, foi percebendo que as belas borboletas botavam algo nas folhas de couve. Poucos dias depois, pequenas lagartas nasciam e começavam a devorar as tenras folhinhas da planta..
Muitas vezes nem sempre o que parece bom e belo nos traz situações agradáveis.
No poema Rosa de Hiroshima, Vinícius de Moraes usa a figura da rosa, uma linda e delicada flor para nos mostrar que apesar de bela, a imagem da bomba nuclear detonada em Hiroshima e Nagasaki, trouxe destruição e morte, mutilando vidas e sonhos.
Também podemos nos lembrar das festas juninas, da beleza dos balões enormes, coloridos que velejam pelos céus. É uma imagem encantadora....
Mas as consequências dessas brincadeiras juninas são trágicas e devem ser evitadas.
A beleza encanta, seduz, mas nem sempre produz vida. Muitas vezes traz embutida em si a destruição.
Somente através de uma vida de meditação, oração e reflexão poderemos discernir entre o que é bom e belo para nossa existência, ou algo que somente irá nos atrapalhar, impedir nosso crescimento.
Que em nossas orações, meditações, ou qualquer que seja nossa prática espiritual, peçamos discernimento,sensibilidade para separar o joio do trigo!!!!
Postar um comentário