segunda-feira, 28 de maio de 2012

DEUS ALÉM DA CABANA!!!


Sempre achei bonito quando em filmes , via uma cabana as margens de um lago, com a família reunida num fim de semana ou curtindo as férias. Pensava sempre de uma maneira romântica que ali naquele espaço junto com a Natureza as pessoas eram felizes, esqueciam de seus afazeres diários, as rotinas da vida.
Talvez\ seja esse um dos motivos que  me chamaram a atenção para o livro do mesmo nome de William P. Young.
Confesso que me atirei a leitura e em poucos dias li o livro inteiro.
A leitura é fácil e envolvente e pouco a pouco vamos conhecendo uma idéia de Deus muito distante daquilo que aprendemos no Cristianismo.
Penso que todos tem o direito de acreditar no que querem, sem que seja necessário um cerceamento as maneiras de pensarmos e crermos. Isso eu herdei de minha formação universitária em História. Esse desejo de conhecer, de buscar a verdade por trás das entrelinhas.
Não imagino que o Deus cristão seja a melhor de todas as visões a respeito dessa Energia que nos envolve.
No entanto, no momento atual continuo acreditando na visão que nos foi dada por Deus do Novo Testamento. Uma nova aliança firmada com o sacrifício do próprio Filho, onde Deus se coloca como o Pai amoroso, como aquele que transcende sua ira em favor de sua misericórdia, que permite acesso direto com Ele através de seu Filho, sem intermediários.
Depois de a Cabana, muitos encontros estão sendo realizados com Deus.
Mas estes encontros na verdade não nos conduzem a Deus, mas nos iniciam, nos fragilizam, nos tornam emocionalmente preparados para absorver doutrinas de homens, idéias que imaginam ser a Verdade.
Talvez não façam isso por mal, mas porque também estão buscando respostas.
Tenha certeza que Deus não vai marcar um encontro com você num lugar ermo, numa montanha, numa chácara....
O seu encontro com Deus pode acontecer ali na esquina, no seu trabalho, dentro do seu coração quando você inicia uma prece.
Deus é onisciente, ele está em todos os lugares ao mesmo tempo, está fora e dentro de você

Postar um comentário