domingo, 10 de junho de 2012

NÃO SE CONFORME!!!


Cada ser humano reage as situações de acordo com sua personalidade, sua genética, sua visão de mundo.
Assim , imagino que aconteceu com os índios quando da chegada dos portugueses, vindos da Europa para dominar toda a terra.
Tanto é que o encontro das diferenças ocorreu , de acordo com a história, sem muitos problemas para ambos os lados. Uma certa passividade dos indígenas, muito curiosos sim, mas sem um espírito belicoso.
O olhar do índio sobre a vida e a Natureza era totalmente oposto ao dos europeus. Suas vidas eram regidas pelo cooperativismo, pela participação com os seres e a Natureza. Eram todos em um e um em todos. Isso não quer dizer que não havia guerras entre eles... Mas eram poucas.
Os portugueses tinham o olhar da ambição, do lucro da competição e do individualismo. Impuseram sua cultura , seus costumes, sua religião aos povos indígenas, que pelo pouco desenvolvimento militar e tecnológico que tinham acabaram por aceitar de certa forma passiva a dominação. Houve muitas revoltas, muito suicídio , mas a maioria se conformou, porque não dispunham de meios para enfrentar o invasor.
E assim foi o inicio da colonização, uma história de oprimidos e opressores, uma história que continua sendo escrita até hoje, com os mesmos ingredientes, salvo algumas diferenças.
Ainda hoje século 21 somos colonizados. Sim, e as formas de colonização e dominação são muito mais sutis, não envolvem necessariamente violência física aparente.
A dominação acontece através das idéias, da ideologia dos meios de comunicação e de pessoas donas do capital que mandam no mundo.
O Brasil tornou-se a 6ª economia mundial, mas será que podemos ver entre a população, uma melhoria realmente expressiva ....
Salvo alguns brasileiros que foram retirados da linha da miséria com os programas sociais, ainda estamos engatinhando em termos de qualidade de vida, educação, saúde, transportes. Não preciso nem falar das mazelas que nos afligem. Os jornais todos os dias nos mostram.
Talvez tenhamos herdado um pouco dessa passividade dos indios. Mas não somos culpados por isso e nem eles. Os mecanismos de dominação são tão fortes que abafam qualquer tentativa de resistência.
Mas não podemos desistir. Temos que usar os poucos meios que temos para protestar, para dizer não a corrupção, a falta de decoro na política, ao centenário jeitinho brasileiro.
Não se conforme. Busque alternativas para mostrar sua insatisfação. 
Postar um comentário