terça-feira, 16 de outubro de 2012

A LEI QUE FUNCIONA!!!



Assisti ontem pela Tv Cultura a entrevista com o médico oncologista Dráuzio Varella, que se tornou celebridade após escrever "Carandiru" e participar de uma série do Fantástico  há 13 anos.
Muito interessante o que o médico fala sobre os presídios brasileiros, principalmente em relação ao PCC e outros comandos.
Segundo o Doutor ,os presídios , principalmente os do Estado de São Paulo melhoraram muito. Há pouquíssimas fugas, acabaram-se as mortes dentro das prisões , e se existem, são muito menores do que a 10 ou vinte anos atrás. Também identifica que o crack , droga que infesta o mundo e o Brasil a partir de 1990 não existe na cadeia!!! Isso mesmo!!! Nos presídios de São Paulo o uso de crack é raro.
A ordem entre os presos é bem rígida e eles sabem , através de um código não escrito, mas que todos conhecer de cor , o que é certo ou errado. Por exemplo: Ao fazer uma visita aos presos, você pode até ir com um botão de cima da camisa aberto. Mas se estiver com um segundo botão  solto , isso é considerado desrespeito e punido.
Mas como pode ser isso? Simplesmente porque existe uma organização que funciona dentro dos presídios. Mas não pense que é a estratégia do Estado com suas leis formais e eficientes. Nada disso.
A lei que funciona dentro das cadeias é a lei do PCC. É a lei do crime.
Essa lei só tem três opções: Ou você é punido com o ostracismo, fica fora do contato com os outros presos, vai pro "seguro" ou solitária  ou então apanha , e esse "apanha" não é um simples "tapa na cara" mas uma verdadeira surra. A ultima opção que sobra é a morte. E tem mais..... A punição é aplicada no mesmo instante em que acontece o delito, se não conseguir aplicar na hora, não passa do dia seguinte.
É um contraste muito grande. Na sociedade existe uma lei diferente, uma lei que não funciona  , não porque não seja eficiente, mas porque existem muitas situações em que advogados conseguem encontrar " brechas" na legislação para favorecer seus clientes. Nesse sistema  o que fala mais alto é o dinheiro, a corrupção e a morosidade de um Judiciário que não evolui.
Parece que teremos que tirar lições da forma como a organização criminal funciona. Quem sabe conseguiremos ser tão eficientes quanto eles!!!
Postar um comentário