segunda-feira, 29 de outubro de 2012

REMÉDIO AMARGO!!!






Vivemos hoje  na chamada" sociedade do espetáculo". Talvez a máxima shakespeariana na atualidade não seja " ser ou não ser, mas aparecer ou não aparecer".
Esse comportamento acaba se disseminando nos diversos grupos sociais. As pessoas  começam a entrar na onda " do Big Brother" querem ser vistas apreciadas, percebidas.
Isso torna o ego ainda mais forte, impedindo muitas vezes de compreendermos nossos pontos fracos e evitar  algumas desilusões pela frente.
Willian James , famoso psicólogo dizia " o mais profundo anseio do caráter humano é ser apreciado" Ou seja, não importa o que sou, o que importa é que preciso ser apreciado, notado , incentivado, elogiado. Mesmo sabendo que em muitos casos valeria mais uma crítica justa e honesta sobre meu comportamento, sobre minhas escolhas, sobre o que penso.
Ninguém gosta de ser criticado, todos queremos que as pessoas aceitem o que somos, o que queremos.
Nossa percepção, nesse sentido, acaba ficando distorcida e deixamos de enxergar  muitas armadilhas,
Quantos jovens já não se perderam por não aceitar a opinião de seus pais e amigos. Todos viam o perigo , menos ele.
Ou aquela jovem que se apaixona por um homem de pouca confiança. De nada adianta dizer que antes de se apaixonar é preciso saber quem é a pessoa, seus gostos, seu caráter, seus princípios.
As vezes as palavras doces saídas de lábios que não tem compromisso com o que somos, podem soar agradáveis aos nossos ouvidos. Dizer que tudo vai dar certo, que você vai prosperar, que terá sucesso, apesar de positivo, muitas vezes não leva em conta o momento em que você esta vivendo. Mais correto e sábio e nos mostrar com prudência que se queremos prosperar, ter sucesso é preciso muito trabalho, preparação, visão global, persistência, resiliência.....
É  melhor para nossa saúde espiritual, pessoal e mental que tenhamos pessoas ao nosso lado que nos mostrem situações que não estamos enxergando, que nos critiquem, mostrem nossos pontos fracos, nos apontem as pedras no caminho. Que com sabedoria nos apliquem o remédio amargo.
Esse remédio amargo podemos dar o nome de verdade. Verdade sobre o que somos, quem somos, longe de esteriótipos  desejos e anseios. Trabalhar com o real , com nossa verdadeira identidade, nos dará condições de enfrentarmos a vida com a cabeça erguida. Pior do que a dor causada por uma verdade dita, e a certeza de que fomos enganados!!!

Postar um comentário