quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

MORRA LOGO!!!


A expectativa de vida tem crescido no mundo todo. No Brasil hoje se pode pensar em viver até os 75 anos e isso vai aumentar. Em países europeus a média é de 80 anos para homens e 85 para mulheres, No Japão a expectativa de vida das mulheres chega a 86 anos.
Em 1900 no Brasil a expectativa de vida era de 33 anos.
Todo esse avanço se deve ao fato de a medicina ter se desenvolvido muito, pesquisas com novos e poderosos remédios trouxeram a possibilidade de se viver mais.
Em contrapartida países como Afeganistão e Zimbabué tem a expectativa de vida girando em torno de 42 anos.
Podemos então compreender que apesar de todas as dificuldades que temos em nosso mundo, houve uma melhora muito grande. Na Idade Média quem tinha 30 anos já era considerado velho. De lá para cá , evoluímos muito.
Mas isto não quer dizer que já é suficiente. A tendência é que nos próximos anos a expectativa de vida aumente ainda mais. Em países desenvolvidos com certeza essa percentual deve chegar a mais de cem anos. Viveremos mais e melhor.
Mas então começam a surgir os efeitos colaterais. É preciso entender que um velho custa muito ao Estado. Sim, porque apesar de ter pago a aposentadoria a vida inteira, para depois poder desfruta-la , o sistema previdenciário é ineficiente.
Taso Aro, Ministro de Finanças japonês causou polêmica ao falar do assunto dia desses. Ele sugeriu que os idosos do país deveriam se apressar em morrer. 
Ai esbarramos em outro problema . Países como Japão e a maioria dos países de economia neoliberal vêem o homem como uma máquina. Enquanto está produzindo , gerando riqueza são úteis. Quando se tornam velhos e não podem mais produzir , se tornam descartáveis.
Com certeza o ministro japônes tinha alvo certo ao falar do assunto. Não eram os ricos magnatas japoneses idosos, mas sim aqueles trabalhadores velhos que serviram para enriquecer as empresas japonesas.
Além de um sistema previdenciário eficaz, é preciso que os países , as culturas mudem a sua percepção em relação ao ser humano. Deixem de ver o homem como máquina, como objeto, como mercadoria.
Antes compreendam que temos um processo de infância, vida adulta e senilidade e  que em todas essas etapas precisamos de cuidados e proteção social , pois afinal de contas contribuimos para isso!!!
Postar um comentário