terça-feira, 15 de janeiro de 2013

PROMOVENDO A JUSTIÇA!!!!




Há alguns dias atrás li a reportagem sobre um flanelinha que tinha sido preso há alguns anos  por ter recebido uma cédula de R$20.. falsa e a passou adiante. No julgamento o menor alegou que não sabia que a nota era falsa. Ficou 8 anos preso
Semana passada também saiu na mídia o caso de uma senhora de mais de 50 anos acusada de plantar maconha em sua casa. Eram mais de 40 pés da erva. A senhora alegou inocência, dizendo que acreditava que eram pés de tomate. Foi presa.
São casos difíceis de analisar. E se de fato o jovem, ainda adolescente estivesse dizendo a verdade. Quem já não foi vítima de uma nota falsa e não percebeu? É possível passar uma nota falsa sem se perceber.
Quanto a senhora que “supostamente” plantou maconha em seu quintal.... Será que realmente ela não estaria dizendo a verdade ao informar a polícia que havia confundido com pés de tomate? Pode parecer ingenuidade de minha parte, mas já vi pessoas que confundiram pés de maconha com folhas de mandioca ( são realmente parecidas0. E olhe que a pessoa em questão era ainda jovem e bem informada.
A reflexão que quero deixar é que a lei antes de punir, deve promover a justiça. Deve procurar primeiramente oferecer a pessoa acusada o direito de estar dizendo a verdade e poder provar isso. É claro que em circunstâncias descritas acima, devido a classe social em que estão inseridas as vítimas, isso é muito mais difícil. A lei favorece o mais rico, a classe social privilegiada que tem condições de pagar bons advogados.
No jeito que está, centenas de pessoas podem ser acusadas de crimes que simplesmente não cometeram, ou mesmo que não tinham intenção de cometer. Certo que a lei especifica que o fato de a pessoa não conhecer as regras não a exime de estar errada, mas precisamos buscar uma lei que acima de tudo promova a justiça e não simplesmente seja um mero instrumento de punição!!!
Postar um comentário