terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

A VIDA BANALIZADA!!!



Talvez a vida nunca tenha sido tão banalizada como nos dias atuais. Ou não, depende da maneira como enxergamos. Na Idade Média por exemplo as guerras eram muito comuns e a bárbarie acontecia constantemente. Até na Bíblia  lemos que quando os generais do povo de Israel iam as batalhas não matavam apenas os soldados inimigos, mas todas as pessoas, mulheres, crianças de colo e até animais. Nada poderia ficar vivo.
Hoje , nos indignamos com as atrocidades que acontecem pelo Páis porque a mídia torna real aos nossos olhos, algo que até então nos era desconhecido.
Como por exemplo o rapaz que foi morto no Guarujá , por ter reclamado do preço da comida, que segundo ele estava anunciada por doze, mas que o dono do restaurante queria cobrar dezessete reais. Houve discussão e o dono do restaurante e seu filho assassinaram o rapaz. Há centenas de casos parecidos pelo Brasil afora.
Mas um desses casos se tornou mais notório devido a quantidades de vítimas. Duzentas e trinta e oito até agora. Jovens que saíram se divertir em uma boate, comemorar suas vitórias. Todos mortos pela falta de responsabilidade de muitos.
Elencar culpados não é o interesse deste texto, mas simplesmente constatar como a vida humana se tornou e se torna cada vez mais banal.
Numa reportagem, um dos funcionários da casa de fogos onde foi comprado o sinalizador que causou toda a tragédia, disse que alertou o músico sobre o fato de que o sinalizador que estava levando não era próprio para ambientes fechados. Mas em função do preço ser bem mais baixo, o rapaz acabou optando por ele. O sinalizador correto custaria cerca de 50 reais.
O ser humano parece pensar apenas em termos econômicos. Se é barato, se é mais acessível então é isso que vou comprar. Não consegue lançar seu raciocínio sobre as possibilidades de um sinalizador que não era adequado produzir um acidente e assim pessoas inocentes acabarem sendo prejudicadas.
Em muitos casos de tragédias que ocorrem no mundo todo, geralmente se raciocina em termos econômicos e não humanos.
Quem é o dono de boate, casa de shows ,   normalmente pouco se preocupa  com a segurança de seus frequentadores. Na verdade a visão é mais ou menos essa “ Quanto mais pessoas mais dinheiro eu vou ganhar”
Só existe uma forma de coibir esse tipo de comportamento: Criar leis que possam ser cumpridas e fiscalizadas e haver punições para os culpados.
Não podemos continuar assistindo essa falta de amor e responsabilidade!!!
Postar um comentário