quarta-feira, 24 de julho de 2013

SAIA DO NINHO!!!



Talvez seja uma das maiores lições que a Natureza nos oferece. Quando o filhote nasce e quando suas asas começam a se desenvolver ás águias os lançam para o voo. Não há o apego, o sentimento de que o filhote lhe pertence. Nós humanos temos esse desejo de ter nossos filhos sempre ao nosso lado, protegendo dos perigos, das tempestades. Atualmente a situação ainda se tornou mais intensa. Filhos ficam adolescentes até trinta, trinta e cinco anos.
Nos Estados Unidos também é comum os filhos saírem  cedo da casa dos pais em busca de experiências e crescimento pessoal.
Não somos animais e nem americanos pode-se argumentar. E se pai e mãe tem condições , acreditam que esse é o melhor caminho e os filhos também, nada a me opor em relação a esse pensamento;
Escrevo para aqueles insatisfeitos. E essa insatisfação não é produto de frustrações apenas, mas o desejo de realmente crescer e conhecer o mundo.
Minha experiência teve os dois ingredientes. Na época mil novecentos e oitenta e nove , morava com minha mãe e irmã. Já tinha vinte e cinco anos e nem havia concluído o Ensino Médio e nem mesmo tinha uma profissão. Minha vida estava literalmente "engessada" Lembro-me de que na época escrevi um texto onde havia a ideia de um projeto. Projeto Celso 90. Nessas linhas, descrevi o que gostaria de fazer na minha vida, naquela década que se iniciava. Sair de casa, estudar, fazer uma Universidade, casar, ter filhos.... Enfim crescer como pessoa.
E assim fiz. Sai de casa em 1990 sem destino certo. Foi uma grande aventura, cheia de riscos, mas que com a graça de Deus e meus esforços, deu resultado. Três anos após ter saído de minha casa, já havia terminado a escola pública, e me matriculado em uma Universidade. Em 1996 me formei Professor de História. Em 1997, sete anos morando sozinho casei-me. Em 1998 prestei um concurso público e passei , sendo concursado para dar aulas em Sorocaba, cidade onde sempre morei. Em 1999 fechou-se o ciclo dessa década tão fértil, com o nascimento do meu filho Victor.
Iniciou-se o ano de 2000 com minha efetivação como Professor de História do Governo do Estado de São Paulo, onde permaneço até hoje.
Bem, há muitas mais conquistas, mas esse não é o objetivo deste post. O que quero dizer, é que para quem quer realmente crescer, conhecer sua força, suas possibilidades, ou quem sabe você sente sua vida "amarrada" e quer dar uma guinada de 180 graus.... saia do ninho.
Talvez sair do ninho para você seja mudar de crenças, atitudes, dar oportunidade para a Vida lhe ensinar algo de diferente... nossas certezas muitas vezes nos amarram nos portos da vida. Não nascemos para ficar em portos, atracados... nascemos para alçar velas e velejar nessa imensa aventura que é viver!!!
Postar um comentário