segunda-feira, 7 de julho de 2008

PAIS E FILHOS.


A família mudou muito nos últimos tempos. Aquele sistema tradicional, onde o pai era o chefe , aquele que era responsável pela provisão, educação, costumes, enfim por quase tudo dentro de casa , praticamente acabou.

Hoje o que existe , é uma parceria entre pai e mãe, avós, tias, enfim parentes, na educação das crianças.

Isso repercute e muito na vida infantil. De certa forma, a criança hoje , em muitos casos é criada por tios, ou avós. Muitos perderam seus pais, em muitos casos ele está preso, e a mãe ou trabalha fora, ou abandonou os filhos.

Na escola em que leciono há inumeros casos assim.

Quantos alunos já me falaram que seu pai está preso, que sua mãe faleceu, e que agora mora com avós ou irmãos.

É triste ouvir daquela criança tais coisas. A gente sente vontade de fazer algo, mas não se dispõem de muitos recursos, a não ser de uma boa conversa, de uma orientação, de aconselhamento.

Com certeza isso marca profundamente a vida daquele ou daquela menina. Na escola seu aprendizado é deficiente, seu comportamento muitas vezes é irrequieto e em alguns casos agressivos.

A casos ainda mais preocupantes. Sim, porque existem situações em que a criança tem pai e mãe, mas simplesmente esses não participam da vida escolar dos filhos. É como se tivesse delegado a escola as funções de educar e ensinar. Não participam de reuniões , não acompanham o desenvolvimento escolar de seus filhos, não olham seus cadernos. Simplesmente os mandam para a escola para se verem livres de sua responsabilidade.

E assim temos crianças desinteressadas, com comportamentos inadequados.

Infelismente muitos pais , muitas famílias não educam seus filhos. Apenas os colocam no mundo.
Postar um comentário