terça-feira, 8 de junho de 2010

OS JOVENS E SEU COMPORTAMENTO.


O aluno estava dando muito trabalho ao professor de Lingua Portuguesa, que solicitou a Direção que fosse chamada a mãe e se possível que ela assistisse as aulas desse professor junto com o filho. Buscamos no arquivo um telefone que pudessemos contatar o responsável mas não encontramos.

Então como o endereço era próximo a escola eu e a Luciana , vice diretora resolvemos entregar a convocação pessoalmente a mãe. Chegando lá, bati palmas na frente da casa e pude escutar um hino de louvor que vinha dentro da residência. Com certeza são evangélicos imaginei eu.

A mãe saindo de dentro de seu lar veio a mim, para saber do que se tratava.

Então eu lhe expliquei que estava vindo da escola em que seu filho estudava para lhe entregar uma convocação em que ela deveria comparecer a escola, pois seu filho estava muito indisciplinado.

Ela estranhou e me disse. "Olha esse meu filho , o Dênis é o mais quieto dos meus cinco filhos. Não me dá trabalho. Os vizinhos elogiam dizendo que ele é diferente de todos os jovens de sua idade, na igreja então nem se fala é um anjo" E concluiu: " Eu acho que existe uma maldição naquela escola para desencaminhar meus filhos"

É interessante observar como os jovens tem comportamentos diferentes quando estão com seus pais, e quando estão com a "turma".

É triste perceber ainda que neste caso o filho vem de um lar evangélico, que costuma frequentar a igreja, enfim aparentemente tem uma direção, uma orientação para o lado positivo.

O que se percebe nos jovens de família evangélica é que estão distantes do comportamento exigido pela fé. Na verdade muitos não tem maturidade suficiente para viver os ditames do cristianismo em seu dia a dia. São evangélicos dentro da igreja , mas na escola se comportam como jovens normais de sua idade.
Postar um comentário