terça-feira, 20 de julho de 2010

UM NOVO TEMPO


Sempre tive satisfação de ter me convertido ainda jovem com 16 anos, tendo hoje 45 , então seriam 29 anos de conversão.

Muitas vezes passou pela minha mente, meus primeiros anos, quando então na Igreja do Evangelho Quadrangular de Votorantim, iniciei meu trabalho missionário. E começei com todo o gás. Na semana ,tinha ao todo cinco pontos de pregação onde lia uma palavra, fazia um breve comentário e depois orávamos.

Foram tres anos contínuos nesse trabalho. Além é claro, de participar de todas

as atividades da Igreja.

Mas o tempo foi passando e eu não fui acompanhando esse processo. Vivi então por muitos anos dos "louros do passado", minhas conquistas antigas, os sonhos que realizei e nos últimos anos praticamente nada gerei no mundo espiritual da minha fé.

Como eu , sei que muitas pessoas também vivem pelos seus anos de conversão, pelas suas conquistas passadas, as quais exibem como troféus de sua caminhada com Cristo.

Mas como tudo na vida, " a fila anda", não podemos ficar vivendo de nossos feitos passados,coversão deve ser uma postura diária:Precisamos estar antenados com o que está ocorrendo hoje, com as novas demandas que a vida nos pede, com aquilo que Deus quer para nós.

Com certeza Cristo não esgotou o roteiro da minha vida nem da sua . Há muitas aventuras a serem vividas, muitos desafios a serem vencidos, muitas almas a serem ganhas.

Nada acabou. Estamos em um novo tempo. Tempo de semeadura e colheita, de renovarmos nossa fé, de começarmos de novo, de renascermos.

Postar um comentário