quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013











                                 OS SETE SABERES FUNDAMENTAIS!!!


Em 1999 a UNESCO , órgão da ONU vinculado a educação propôs ao filósofo Edgar Morin nascido em 1921 e um dos expoentes maiores do pensamento francês  um conjunto de reflexões que serivisse de base para as mudanças na educação de século 21
Morim explicitou sete saberes , os quais suscintamente coloco a seguir
1 - A CEGUEIRA DO CONHECIMENTO; O ERRO E A ILUSÃO.
Apesar de o conhecimento ser o grande tesouro da sociedade atual, ele não é perfeito. O conhecimento não é a verdade é uma cópia dela, é uma tradução. Toda cópia, toda tradução, traz embutida nela algum erro, visto que a verdade das coisas não podes ser percebida em essência pelo cérebro. O que temos da vida é uma representação que o cérebro faz!A educação deve portanto ao ensinar busca identificar a origens dos erros e das ilusões.
2 - O conhecimento pertinente.
Levar as pessoas a compreender o mundo de forma global a analisar as situações e problemas de forma complexa e sistêmica, aprendendo a contextualizar.
Através desse exercício de ampliação de conceitos tratar e colocar o loca dentro do global e o global dentro do local.

3 - Ensinar a condição humana. O homem não é um ser apenas espiritual. É social, cultural, psíquico, social , biológico. Há multidimensões no ser humano e é preciso as pessoas enxergarem todas as nuances que decorrem desta proposta. Conhecer o homem é acima de tudo situa-lo no Universo e não separá-lo dele.
Todo desenvolvimento verdadeiramente humano significa o desenvolvimento conjunto das autonomias individuais, das participações comunitárias e do sentimento de pertencer à espécie humana. Cabe à educação do futuro cuidar para que a idéia de unidade da espécie humana não apague a idéia de diversidade e que a diversidade não apague a unidade. A educação deverá ilustrar este princípio de unidade/diversidade em todas as esferas do conhecimento.
4- Ensinar a identidade terrena.
Vivemos em um planeta que é de todos e todos os problemas do planeta dizem respeito a todos. Não estamos isolados em um ´pais território ou cidade. Somos cidadãos do mundo e devemos pensar nossas  ações imbuídos desse conceito, de o que estamos fazendo pode sim afetar o mundo inteiro, o planeta. Precisamos ensinar as pessoas que as comunicações mudaram a face do Planeta que estamos interligados. Também e preciso mostrar as desordens mundiais causadas por sistemas econômicos que privilegiam alguns dm detrimento de outros e as contracorrentes de pensamentos contra um sistema único de se pensar o mundo
A contracorrente ecológica, que permite nos entender que a Terra é um planeta finito que não suporta esse nível de exploração que é preciso leis, que é preciso conscientização que é preciso mudança de paradigma
A contracorrente econômica, com ideologias e sistemas que privilegiem a todos que vejam no ser humano um fim e nãoi um meio simplesmente usado para se conseguir o lucro
A contracorrente do pensamento pacifista- que busca a luta contra a viol~encia a busca pela paz.
5- Enfrentar as incertezas.
Ensinar as pessoas que vivemos num mundo de incertezas. A incerteza econômica por exemplo é que é preciso estar preparado para viver uma vida recheada de desafios, onde não existe mais estabilidade de emprego, onmde precisamos sempre estar aprendendo dia a dia, onde não existem mais certezas.
6- Ensinar a compreensão. Talvez uma das maiores dificuldades do ser humano seja compreender o outro. Seja sim, tomar o lugar do outro e sentir seu sofrimento. É preciso levar as pessoas a substituírem a simpatia pela empatia, esse sentimento refinado de se alinhar com as emoções humanas!

7 – a ética do gênero humano!!
Não compreender a ética como simplesmente preceitos morais, mas uma consciência humana de que somos indivíduos, sociedade e espécie e que devemos pensar nessas três dimensões de ser humano. A democracia é o contraponto que gerencia todos esses conceitos levando as pessoas a ter uma ética genuinamente humana!
O texto é de minha autoria, com alguns enxertos retirados do site: http://www.conteudoescola.com.br
Postar um comentário