segunda-feira, 28 de outubro de 2013

OUTRAS RESPOSTAS!!!




A charge acima representa uma realidade muito comum em nossos dias. A violência está inserida em todas as instituições, e faz parte da rotina das pessoas. 
Certamente que as causas dessa ferocidade são inúmeras, não estão relacionada apenas com a pobreza ou desigualdade social, mas são frutos da própria genética do ser humano.
Muitos podem argumentar que as sociedades antigas eram menos hostis do que hoje, mas isso é muito relativo.
Como se conseguia que as pessoas obedecessem? Através da intimidação e força bruta. Podemos  usar como exemplo o período da Ditadura Militar no Brasil, que muitos saudosistas gostariam que voltasse no País.
Mas a história nos ensina que a maneira como os militares conseguiam disciplinar a sociedade era através do medo, da tortura, da censura e repressão. 
Com certeza essa não é a melhor maneira de transcender a agressividade, pois a longo prazo gera uma hostilidade muito maior.
Mesmo a educação dos filhos era baseada na força. Um olhar intimidador, castigos físicos espancamentos, eram comuns na época de nosso´avós. Não criaram seres humanos melhores, antes, cheios de problemas, de traumas.....
Cada tempo exige uma nova maneira de lidar com a realidade, novas estratégias devem ser pensadas e aprimoradas.
A violência sempre vai existir, em qualquer sociedade, desenvolvida ou emergente. precisamos saber conviver com ela, buscando novas maneiras de minimizar seus efeitos!
E você concorda com esse ponto de vista, ou tem uma opinião diversa? O importante em qualquer debate é diversificar o número de possibilidades. Suas ideias com certeza, vão enriquecer esse texto!
Deixe seu comentário.
Abraço a todos!!! 

sábado, 26 de outubro de 2013

O VALE DE BORBOLETAS




Em tudo que leio, ou escuto sempre busco evidências que comprovem tais afirmações. Vivemos em um mundo de tantas ideias, a grande maioria provenientes do senso comum , que precisamos estar atentos para não sermos levados por toda sorte de teorias.
O misticismo tem muitas vezes usado a ciência para consolidar suas crenças. A Física Quântica, um ramo da Física clássica que ensina que a leis que atuam no mundo microfísico, nada tem a ver com as leis da realidade em que vivemos,tem servido de suporte para alguns místicos, e muitas vezes postulados são distorcidos para se adaptarem aos caprichos da teoria .
A alguns dias atrás li uma reportagem em que o neurocirurgiãoEben Alexander III era um cético com 25 anos de profissão, tendo trabalhado no Brigham & Women´s Hospital e na Escola de Medicina de Harvard, entre outros. Há quatro anos, após contrair uma meningite bacteriana, ele viveu uma experiência de quase morte (EQM) durante sete dias de coma e escreveu o livro “Uma prova do Céu” (Ed. Sextante) contando a história que mudou sua vida.
Nessa história o médico afirma que seu cérebro foi infectado por uma bactéria de meningite o que  destruiu totalmente seu neocortex (área especializada do cérebro que tem a ver com o pensamento complexo)Se cérebro foi danificado de forma profunda, o que o manteve em como por sete dias. Exames de última geração, como ressonância magnética foram feitas e comprovaram a devastação do órgão. Segundo o cientista, era impossível ter sobrevivido.
Questionamentos podem ser feitos desse episodio O principal seria: Essa experiência de quase morte não teria sido causada pelo próprio cérebro?
Pesquisas indicam que ao  influenciar certas áreas do orgão, essas imagens  apareceriam espontaneamente.
Uma outra pergunta: Como um cérebro tão danificado poderia ser restaurado tão rapidamente?
Bem, o fato é que o neurocirurgião voltou do coma e  resolveu escrever um livro sobre essa experiência; Uma prova do céu ( Editora Sextante).
"Quando cheguei no portão, vi o vale de borboletas, a luz brilhante, a menina bonita que me acompanhava e os anjos acima. Esta foi minha consciência do divino, do amor incondicional. Deus não tem um rosto, um gênero, é mais poderoso do que se possa imaginar e está acima de qualquer palavra, por isso o chamo no livro de Om, que era o som que eu ouvia quando estava naquele lugar. Deus é uma palavra humana pequena e qualquer descrição que demos está aquém." 

E você o que acha disso... Acredita que realmente é possível um fato desse ter acontecido? Seria uma situação causada pelo intenso sofrimento? Ou realmente existe uma consciência que engloba o cérebro mente? 





sábado, 19 de outubro de 2013


Em novembro teremos mais um Concurso do Estado de São Paulo para Professor PEB II em todas as disciplinas. É uma oportunidade única para todos aqueles que almejam se tornar efetivos. A prova , com certeza não será fácil e é preciso se preparar. 
Mas não se engane. Raramente alguém que não estudou nada irá passar. Isso é mito que rola pela Rede. É preciso preparação e isso não acontece em um ou dois meses de cursinho. É uma preparação que ocorre em anos. Nós que estamos acostumados a prestar concursos sabemos as manhas. Pensando nisso disponibilizei para download  uma apostila com todo o conteúdo em todas as matérias.Aproveite e lembre -se :Sorte é quando preparação encontra oportunidade!!!
o link para download:http://www.4http://www.4shared.com/office/8xLKxI2P/APOSTILA_CONCURSO_2013_PROFESS.html

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

http://www.sendspace.com/file/wp0xum

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

CHUVA DE DIAMANTES!!!!



A vida é um grande ciclo , pois tudo nasce, se desenvolve e morre. Assim somos nós , as plantas, os animais e o que existe nesse Planeta.
A água também não foge a esse principio. Estando em grande quantidade nos mares, nos rios, lagos, nas poças d'água, nas roupas que secam no varal...... Pela ação do sol se evaporam e são levadas pelo vento até  as alturas , onde formam as nuvens. Voltando novamente ao estado líquido devido as baixas temperaturas , terminam por se transformar em gotas que se unindo as outras deixam a nuvem pesada e então novamente caem em forma de chuvas. Esse é o ciclo das águas.
Penso muitas vezes que nasci em dia de chuva. Adoro o tempo chuvoso, aquele ar fresco, cheiro de terra molhada, aquele ruído da água caindo sobre o telhado e levemente se esgueirando pelo chão. É sem dúvida , uma das maravilhas da Natureza.
Fiquei encantado dias atrás quando descobri que não há apenas chuva de água.... chovem também diamantes. Cientistas afirmam que planetas como Júpiter e Saturno teriam chuvas de diamantes.
Raios existentes na atmosfera desses planetas   transformariam metano em moléculas de carbono que se agrupariam e cairiam em forma de grafite. Mas devido a intensa temperatura e pressão da atmosfera desses astros, esse carbono tomaria a forma de diamantes. No entanto , esse próprio diamante terminaria por se derreter devido as altíssimas temperaturas, formando um mar de carbono líquido que ao se resfriar acabariam por criar icebergs de diamantes. Um cenário realmente maravilhoso.
Ao  descobrir essas pequenas coisas não há como não nos alegrarmos e compreendermos como bela é a Criação, que Inteligência está por trás de todos os processos que conhecemos e os que ainda ignoramos !

terça-feira, 1 de outubro de 2013

SACUDINDO RAÍZES!!!





Se existe algo pouco valorizado no Brasil, me parece ser o debate de ideias. Menos ainda, quando se refere a questões políticas. Gostamos de discutir futebol,de dizer o que o ministro da economia deve fazer ou não, de criticar o governo... Mas um debate de nível, é muito difícil.
Creio que uma das razões é essa passividade do brasileiro. Afinal debater para que, sendo que tudo irá continuar do mesmo jeito, é perca de tempo ficar discutindo.
Outra situação é a dificuldade em raciocinar que muitos tem, devido em grande parte, a um vocabulário pobre e a ideias simplistas, sem profundidade, sem base teórica, que provêm do fato de que o brasileiro lê em média, talvez, sendo generoso dois livros por ano, salvo exceções, é claro.
Por fim, me parece também que existe uma atitude defensiva em relação a discutir ideias. Normalmente as pessoas pensam que discussão tem a ver com briga. É claro que há muitas situações em que, de fato, o debate toma contornos emotivos e muitas vezes acontecem realmente até agressões físicas, sem contar com as verbais.
Mas discutir ideias tem outro sentido.  Discutir vem do latim DISCUTIRE e entre tantos possíveis sentidos está o de arrancar, separar, sacudir as raízes para que saia a terra, a fim de perceber se essas raízes são saudáveis. Era nesse sentido que os romanos usavam a palavra. Para eles, discutir significava sacudir as ideias a fim de verificar se os argumentos que davam base a esses conceitos eram firmes, dignos de serem considerados como verdadeiros.
Precisamos resgatar esses sentidos, e propiciar bons debates, nos diversos ambientes em que vivemos, a fim de esclarecer ideias, fortalecer posições, sempre tendo fundamentação teórica. Não se pode raciocinar partindo de pressupostos advindos do senso comum!!!