quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

PIPAS, UM BRINQUEDO QUE FAZ HISTÓRIA!!!


A origem das pipas está cercada de muitos mistérios e lendas. Conta-se que elas surgiram na China, há 200 anos a.C., quando o homem primitivo se deu conta de que não poderia voar como os pássaros e tentou inventar uma maneira de saciar sua vontade de levantar vôo. Mas o conhecimento não ficou restrito aos chineses, e se espalhou por outros povos do Oriente e Ocidente: egípcios, fenícios, africanos, hindus e polinésios também conheciam os segredos de objetos que voavam segurados por um fio. No Brasil, as pipas chegaram com os colonizadores portugueses por volta de 1596.

Durante os séculos, as pipas foram utilizadas como brinquedos, instrumentos de defesa, armas, objetos artísticos e de ornamentação. Principalmente entre os orientais, as pipas foram e continuam sendo utilizadas para atrair felicidade, sorte, nascimento, fertilidade e vitória. Exemplos são aquelas pintadas com dragões (para atrair prosperidade), tartarugas (longa vida) e corujas (sabedoria). Há ainda símbolos para afastar maus espíritos, para ajudar na pesca e para servir como oferendas aos deuses. Até mesmo o grande navegador Marco Pólo (1234-1324) precisou de uma delas para se defender. Ao se encontrar encurralado na China, fez uma pipa carregada de fogos de artifício, que explodiram, provocaram um bombardeio e afastaram seus oponentes.

Além dos aspectos místicos e de sua utilização como arma de defesa, as pipas também tiveram uma importância fundamental nas pesquisas e descobertas científicas. Mas foi em 1752 que Benjamin Franklin realizou a mais expressiva experiência científica com uma pipa. Prendendo uma chave ao fio da pipa, ele a empinou durante uma tempestade. Com isso, a eletricidade das nuvens foi captada pela chave e pelo fio molhado, o que o levou a descobrir o pára-raio. Além disso, foi pelas pipas que o Santos Dumont conseguiu voar no 14 Bis, que poderia ser comparado a uma sofisticada pipa com motor.

Postar um comentário